Uniorte faz primeira cirurgia robótica

Summary

Um paciente de 80 anos foi o primeiro a passar pela cirurgia de prótese de joelho por robótica.

Londrina tem sua primeira cirurgia robótica na ortopedia

Um paciente de 80 anos foi o primeiro a passar pela cirurgia de prótese de joelho por robótica. Antônio Carlos Pereira Vieira, que já tem prótese no joelho esquerdo realizada pelo Dr. Alexandre Queiroz há cerca de 8 anos, passou pelo procedimento agora para o joelho direito e desta vez com a tecnologia do Rosa Knee System, da Zimmer Biomet.

“Estou bastante otimista, tenho bastante fé. Vou fazer a cirurgia e vai ser melhor do que a outra que fiz, que já foi uma beleza, um sucesso, e também foi feita pelo Dr. Alexandre. Após a cirurgia vou voltar a andar normalmente”, disse antes do procedimento.

Dr. Alexandre diz que a robótica veio parar trazer ainda mais precisão nas artroplastias. “Com o sistema robótico temos o ajuste perfeito e milimétrico da prótese. Os cortes são precisos, com menos cortes, o que permite uma recuperação pós-operatória mais rápida, com menos dor. O paciente volta a ter os mesmos movimentos que tinha antes da lesão”, destaca.

Antes da cirurgia é possível ainda fazer o planejamento em 3D com imagens do paciente. “O sistema ROSA® Knee tem ferramentas de planejamento pré-operatório 3D. Isso permite o estudo detalhado do caso antes da cirurgia”, completa Dr. Alexandre.

Londrina foi a 9ª cidade do Brasil a ter o sistema robótico Rosa, sendo a primeira do interior do Brasil. A escolha da Zimmer pela Uniorte se deu pelo volume de cirurgias de prótese realizada no local. “Londrina é uma referência em medicina e ficamos muito satisfeitos por trazer esta tecnologia para a cidade. A robótica é o futuro da medicina”, destaca Dr. Alexandre Queiroz.

Amanhã serão realizadas mais duas cirurgias pelo sistema robótico no Hospital Uniorte.

Dr. Alexandre Queiroz e Dr. Marcus Vinícius Danieli