Como identificar torcicolo congênito?

O torcicolo congênito aparece em 1 a cada 250 bebês, mas não se sabe ao certo a causa. O bebê nasce com uma contratura do músculo lateral do pescoço e por vezes dá pra perceber a cabeça pendendo mais para um dos lados e mais resistente também.

É muito importante diagnosticar porque esta condição atrapalha a qualidade de vida do bebê, especialmente a amamentação visto que de um lado, onde está a contratura, ficará desconfortável para ele mamar. Pode acontecer também uma preferência de dormir em um dos lados apenas.

O diagnóstico é clínico e os pais costumam perceber que a posição da cabeça do bebê fica virada para um dos lados. Também pode aparecer um nódulo no pescoço que pode aumentar no início, até os 2 meses de vida, e tende a desaparecer completamente ao final do primeiro ano de vida.

O tratamento do torcicolo congênito é com fisioterapia ou osteopatia (área da fisioterapia). Se não for corretamente tratado, pode necessitar de tratamento cirúrgico.