Joelho que dói não é normal

Quando sentimos uma dor, ela nada mais é que um sintoma para mostrar que algo não está em harmonia em nosso corpo. Sentir dor em um ou em ambos os joelhos não é normal e deve ser investigado caso seja uma dor que persista. Especialista em joelho na Uniorte, Dr. Marcus Vinícius Danieli aponta que há diferentes razões que podem levar ao aparecimento de dor nesta articulação. “A dor pode ser em virtude de uma lesão da cartilagem do joelho, artrose (desgaste da articulação), lesão de menisco, tendinite, desequilíbrios musculares ou mesmo excesso de peso. O tratamento será diferenciado para cada caso”, antecipa.

Há casos de tratamento conservador e outros de tratamento cirúrgico. “O joelho é uma articulação que sustenta o peso corporal e o coloca em movimento. Para cuidar dessa estrutura é importante fazer atividades físicas de fortalecimento e equilíbrio muscular, alongamento e cuidar para não ficar acima do peso. Algumas atividades de impacto, com saltos e até mesmo corrida de rua, podem prejudicar o joelho caso ele não esteja preparado para esse estresse. Devemos sempre cuidar desta articulação para que ela não sofra desgastes ou traumas”, orienta.

Dor de causa indefinida deve sempre ser investigada. “Muitos são os diagnósticos possíveis. Para quadros inflamatórios, como tendinite ou lesões agudas (entorses, distensões), o tratamento em geral será com repouso e uso de medicações analgésicas; desgaste de cartilagem também tem tratamento conservador e pode ser aliado à fisioterapia para melhora da dor pelo fortalecimento da musculatura e alongamento; ligamentos rompidos podem necessitar de cirurgia. No caso de lesões de menisco, as lesões degenerativas (por desgaste) são em sua maioria de tratamento conservador; já as traumáticas (causadas por entorse), em geral, são de tratamento cirúrgico. Para cada caso, há um tratamento mais indicado, por isso é importante consultar o seu ortopedista de confiança sempre que tiver uma dor persistente”, afirma o especialista.