Notícias

05/09/2018Por que temos ligamentos?

Os ligamentos são estruturas formadas por um tecido fibroso (colágeno) e são fundamentais para a nossa locomoção e movimento. Eles unem um osso ao outro dando mobilidade e estabilidade às articulações do corpo como joelhos, tornozelos, ombro e cotovelo, para citar alguns exemplos.

Quando algo acontece e um ligamento se rompe, total ou parcialmente, a articulação fica comprometida, perdendo sua estabilidade. Há casos em que o tratamento para a recuperação da lesão é conservador, com uso de medicamentos e fisioterapia, e em outros a cirurgia é necessária para recuperar o rompimento.

“Os ligamentos são estruturas com pouca elasticidade, por isso, um movimento mais brusco, uma torção, uma queda ou um acidente podem fazer com que ele se rompa”, diz o ortopedista João Paulo Guerreiro, especialista em joelho da Uniort.e, doutor pela UNESP de Botucatu-SP, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho e preceptor do curso de medicina da PUC de Londrina. As rupturas podem ser totais ou parciais e o diagnóstico preciso é dado com avaliação física em consulta seguido de exames de imagem. Dentre os sintomas mais comuns estão dor, edema (inchaço) e perda de estabilidade na articulação.

“Um dos mais lesados no nosso ‘país do futebol’ é o ligamento cruzado anterior do joelho. Casos de rompimento total ou mesmo parcial que prejudicam a estabilidade da articulação precisam de intervenção cirúrgica. O procedimento é feito por videoartroscopia e tem por objetivo reconstruir o ligamento rompido. A recuperação total envolve fisioterapia e fortalecimento da região. Em geral, são necessários de 4 a 6 meses para a recuperação plena”, descreve.

O joelho tem quatro ligamentos principais que mantêm a articulação: ligamento cruzado anterior, ligamento cruzado posterior, ligamento colateral lateral e ligamento colateral medial. A maior incidência de lesão é no Ligamento Colateral Medial e geralmente o tratamento é clínico com imobilização e fisioterapia. As lesões dos ligamentos cruzado posterior e colateral lateral geralmente são lesões mais complexas e exigem um cuidado bastante individualizado e especializado.

É possível atuar para minimizar os riscos de ter um ligamento rompido. “Fortalecer os músculos da coxa, coluna e ao redor da bacia com exercícios físicos ajuda a prevenir lesões nos joelhos. A musculatura fortalecida auxilia na estabilização da articulação e por consequência protege o ligamento”, completa Dr. João Paulo.

Convênios